Vereadores e populares se preocupam com o excesso de acidentes em Oeiras. 11 registrados no fim de semana

por rogerio — publicado 19/05/2015 13h07, última modificação 19/05/2015 13h07
O grande número de acidentes, 11 no total, com duas vitimas fatais, todos no último fim de semana, preocuparam os vereadores e populares oeirenses. O assunto foi mais uma vez questionado, debatido, e preocupou os parlamentares da casa legislativa oeirense.
Vereadores e populares se preocupam com o excesso de acidentes em Oeiras. 11 registrados no fim de semana

Acidente ocorrido na noite do último domigo, 17. A vitima morreu no local

O vereador Expedito Martins (PcdoB) diz que uma dos fatores para o grande índice de acidente na cidade é a falta de respeito ao limite de velocidade, o excesso de consumo de álcool e a falta de uso do capacete. O vereador pediu mais prudência para os jovens e  mais conscientização.

O vereador Miguel Ângelo (PMDB) também falou do elevado índice de acidentes ocorridos no último fim de semana em Oeiras. O Parlamentar afirma que é necessário um policiamento ostensivo, por que os jovens querem andar, mas, nem todos tem capacidade para conduzir uma motocicleta por isso tem que se fazer blitz.

Os vereadores ressaltaram ainda a falta de sinalização nas vias, sendo mais um agravante para que ocorra os acidentes no município.

Do ponto de vista do missionário oeirense, João de Deus, o que está faltando é uma educação no trânsito. “Acho que administração pública da cidade tem que investir na educação do transito, orientar os condutores de veículo com relação a forma correta de ser conduzir um veiculo, e principalmente conscientizar os pais, pois percebemos que as vítimas fatais em sua maioria são jovens, que eles orientem seus filhos do perigo que se tem em conduzir um veículo em alta velocidade e embriagado. Com relação a sinalização, nossa cidade está deixando a desejar muito de uma verdadeira cidade sinalizada”, disse.

O oeirense Hasley Sousa comenta que é preocupante pois são vidas que estão sendo ceifadas. “Acho que a gestão pública da cidade em parceria com o governo do estado, até mesmo o governo federal, deveria se reunir e ver a questão da sinalização na nossa cidade. Se esses acidentes acontecerão na BR, foi por canta de uma mudança na pista, e colocaram quebra molas e muitas pessoas não sabiam”, enfatiza.

“Dentro da cidade é pior ainda, pois não tem uma faixa de pedestre, não tem um semáforo, uma fiscalização maior. Então  acho que a gestão publica da cidade em parceria com o governo do estado deveria ver isso. Como a cidade de  Oeiras está crescendo, isso deveria ser tratado o mais rápido possível, por que o numero de acidentes aqui na cidade é muito alarmante”, desabafa Hasley.

 

 

Fonte: Portal Integração
Da redação: Welliton Mariano