Problema com Transporte Escolar em Oeiras é debatido durante sessão

por rogerio — publicado 24/03/2015 10h34, última modificação 24/03/2015 10h34
Na sessão da Câmara Municipal de Vereadores de Oeiras, da noite dessa segunda-feira (23), os parlamentares debateram um problema que está acontecendo desde que se começaram as aulas do Ensino Médio no estado, o transporte dos alunos desta rede no município.
Problema com Transporte Escolar em Oeiras é debatido durante sessão

Legislativo

De acordo com o vereador Beron (PMDB), ele recebeu queixas de que alguns alunos da rede estadual estariam precisando de carona e os ônibus da prefeitura estaria se negando a doar para tais alunos da zona rural. O vereador Emerson Gonzaga ressaltou essa questão dizendo que soube de alunos que afirmaram que os motoristas dos transportes estariam recebendo ordens da Secretária Municipal de Educação para não transportar alunos oriundos do estado. ” Sei que não é responsabilidade do município, mas negar uma carona para um aluno de família humilde da zona rural, que está vendo seu sonho ir embora, acho isso inaceitável”, disse Emerson Gonzaga.

 

Ele informou ainda que se dirigiu a Secretaria Estadual de Educação para verificar o caso e saber o que estava acontecendo. “Queria saber por que os alunos de Oeiras estavam sendo penalizados. Fui informado que o Prefeito Municipal de Oeiras teria interesse de fazer uma parceria com o estado, e estava tendo dificuldade com essa parceria devido aos custos que não estavam fechando. A prefeitura queria um valor e o estado outro. Me informaram que o prefeito iria desistir do termo, e o estado assumiria a responsabilidade do transporte de alunos do estado. Mesmo assim acho a atitude equivocada em não transportar alunos do estado que estudam em Oeiras enquanto não se resolve a situação com o estado”, destaca.
O vereador Miguel Ângelo (PMDB) disse que entende a situação da prefeitura, mas que não ver nenhum problema em prestar essa ajuda aos alunos do estado que estudam em Oeiras, enquanto a situação não se resolve. “disse, afirmado que não há desculpas em relação a Secretaria Estadual de Educação com relação a organização para resolver esses problemas. “Já estamos no fim do mês de março, não há desculpa pra isso ressalta.

 

O vereador Expedito Martins ressaltou que vai conversar com o poder executivo sobre o assunto e prometeu trazer explicações sobre as acusações. “Não se isso é verdade, irei conversar com os responsáveis no poder executivo. Concordo com a “carona”, eu, vereador Expedito Martins, se fosse gestor, não teria problema em dar a ordem para transportar esses alunos enquanto o problema não se resolvia”, enfatizou.

 

 

Fonte: Portal Integração